sábado, 17 de julho de 2010

O TEU EMBALO


«« O TEU EMBALO »»


Quero ouvir-te tocar,

Trovas de alegria

Aquelas que fazem pairar

Momentos de euforia.

Mesmo que possa chorar,

Desta lógica alegria

Mostra-me como és capaz de mudar

A Paz que reina na noite fria.

Aquecemos tudo à lareira

Para que o frio se afaste

Somos crianças na brincadeira

Cantando melodias que baste.

Teus dedos ao piano

São para mim uma doutrina

Porque sou o teu mano

Que me escondo atrás da cortina.

Como me sinto feliz

Por tudo que consigo escutar

Sou um mero aprendiz

Mas não sou peixinho a nadar.


E desejo para ti Amarilis,

Um noite bela sempre a sonhar.


Dedico-te este poema

Bjsssssssssssss

Manuel José

4 comentários:

  1. Manuel___nome do meu Pai[in mem]

    Teu amigo é especiaL.
    PeLo nome
    e Pelo Poema!!

    oi linda Flor de LIZ!!!

    bjs
    AmoVccccc

    ResponderExcluir